Caracterização do problema e justificativa da tecnologia

Relevância sócio-econômica: Aprimorar o treinamento de guardas municipais, seguranças e vigilantes particulares e também dos polícias civis e militares (federal e estadual) no que tange a abordagem junto à população possibilitando uma diminuição de um confronto mais violento, como um disparo com a arma de fogo. O que pode gerar um menor número de vítimas fatais ou mesmo hospitalizadas (sobrecarga do serviço público de saúde), além de evitar o afastamento desses profissionais da sua rotina de trabalho, haja vista que quando ocorre uma situação com disparos de arma de fogo, existe um processo interno de sindicância, inclusive com o afastamento do profissional envolvido com a ocorrência de suas atividades do dia-a-dia.

Prioridade do problema e sua abrangência: A prática do treinamento na área de segurança utilizada atualmente não permite uma interatividade adequada, muitos utilizam alvos inanimados e fixos, e quando existe algum sistema de simulação os mesmos são focados exclusivamente na questão da precisão do disparo da arma de fogo. Muitas vezes, os profissionais não tem a oportunidade de treinar atitudes e postura verbal e corporal em situações que ele irá realmente se defrontar no momento em que estiver prestando seus serviços na rotina do dia-a-dia. O TIS permite associar nos cenários 3D, três tipos de interação. A verbalização em português, postura corporal e os disparos de laser com a arma de fogo real.

Segmentos da sociedade a serem beneficiados: Impacto imediato na área de segurança pública e privada. Benefícios para toda a sociedade civil abrangendo ambos os sexos, todas as idades, classe social e setores da economia.

Perdas e prejuízos sociais e econômicos gerados pelo problema: Arma de fogo, mata ou fere; e essa arma de fogo na mão de pessoas despreparadas causa um prejuízo moral e social de altíssimo impacto. Além disso, uma abordagem truculenta e sem um treinamento adequado, gera na população em geral um sentimento de não confia nesses profissionais envolvidos com a segurança pública e privada. Causa um sentimento de medo e insegurança diminuindo a qualidade de vida desses cidadãos.

Impacto para o mercado: Completa quebra de paradigma no mercado de simuladores interativos para treinamento nesse mercado de segurança pública e privada. Atualmente, todos os simuladores nacionais e internacionais para treinamento na área de segurança apenas focam a questão do disparo da arma de fogo. Buscando trabalhar a precisão desse disparo da arma que um policial ou vigilante possa vir a realizar diante de uma situação de confronto. O TIS é o único produto que entendeu a necessidade da atual postura da polícia e também da segurança privada que é a utilização da arma de fogo como última opção diante de uma situação de abordagem. Antes de atirar, existe todo um processo que vai desde a presença do profissional de segurança, passa pela verbalização, e posteriormente, como última opção, o emprego da arma de fogo. O TIS permite ao profissional treinar esta abordagem verbal de forma continuada e isto é fundamental para que a situação de confronto seja conduzida para uma ação conclusiva que não necessite realizar um disparo com a arma de fogo.